O uso de energia é fundamental para a manutenção e para o desenvolvimento da sociedade. Essa energia pode vir das mais variadas fontes, tanto das chamadas não renováveis, como os combustíveis fósseis, quanto das fontes que são chamadas de renováveis. Ou seja, que se renovam naturalmente e estão livres de impactos ambientais. Mas o que é energia solar?

Dentre as fontes de energia conhecidas, renováveis ou não, uma das mais abundantes é a energia solar. E é por isso que, aqui neste artigo, vamos abordar os pontos mais importantes sobre esse tipo de energia, a sua geração e o seu uso, para que você possa entender melhor o que é energia solar e quais são as formas de utilizá-la.

Boa leitura!

1 – O que é energia solar?

É toda forma de energia proveniente do calor ou da luz que chega até nós através dos raios do sol.

Essa energia solar que chega até nós pode ser captada e aproveitada por meio de diversos tipos de tecnologia, transformando-se em energia elétrica para o abastecimento de residências, comércio, instituições e indústria, ou em calor ou energia térmica, que pode ser utilizada para o aquecimento da água.

O planeta Terra recebe mais energia solar do que o consumo humano de energia. No entanto, apenas uma pequena parte de todo esse potencial de geração de energia acaba sendo atualmente aproveitada.

A energia solar é considerada um tipo de energia renovável, conceito que iremos abordar no capítulo a seguir.

2 – Conceito de energia limpa e renovável

Você provavelmente já ouviu falar de energia limpa e energia renovável ultimamente. Tendo em vista que estes são conceitos bastante comentados na atualidade. Mas o que eles significam?

Energia limpa é qualquer tipo de energia cuja geração não lança poluentes na atmosfera e que afeta negativamente o meio ambiente apenas no local de geração.

Energia renovável é toda aquela proveniente de recursos da natureza que são naturalmente renovados, como o vento, o sol e a chuva, entre outros.

Isso não significa que toda energia extraída de recursos naturais seja renovável. Isso porque, por exemplo, o carvão e o petróleo são recursos naturais, porém existem em quantidade limitada no planeta.

Dentre os tipos de energia renováveis e limpas, a solar é a que utiliza menos recursos e é a mais abundante. Um maior desenvolvimento de sua exploração poderia acabar com nossa dependência histórica dos combustíveis fósseis para a geração de energia.

3 – Como captar e utilizar a energia solar?

Obviamente, para utilizar a energia solar, não basta colocar um equipamento convencional pegando sol e esperar que ele funcione. É necessário o uso de tecnologias que permitem não apenas a sua captação, mas também sua conversão, por exemplo, em energia elétrica.

E agora que você já sabe o que é energia solar, conheça algumas de suas tecnologias:

Arquitetura Bioclimática

Ela não gera nem converte energia, pois se trata de um conjunto de técnicas de aproveitamento da luz natural nas construções, que evita ou reduz o consumo de energia elétrica.

Energia Solar Heliotérmica

Gera energia elétrica pela concentração dos raios de sol, através da disposição de grandes espelhos. Eles concentram os raios em um único ponto, aquecendo um líquido que, evaporando, alimenta a turbina de geração de energia.

Energia Solar Térmica

Muito utilizada em sistemas que captam e armazenam o calor dos raios de sol, usados para o aquecimento de líquidos, como a água que vai para chuveiros e piscinas, por exemplo.

Energia Solar Fotovoltaica

Consiste na disposição de placas que captam a luz solar e a convertem em energia elétrica, sistema atualmente já bastante adotado por empresas e residências no Brasil e no mundo.

4 – Vantagens e desvantagens

Como já dissemos neste artigo sobre o que é energia solar, ela é um tipo de energia limpa e renovável, ou seja, não polui nem acaba. Além disso, em comparação com outros tipos de energia limpas e renováveis, a solar é a que possui maiores benefícios, como, por exemplo, a necessidade de menores áreas para a sua captação.

E dentre os tipos de captação, os sistemas fotovoltaicos são dos mais vantajosos, pois além de não necessitar de alta incidência de radiação, são também viáveis para uso residencial e comercial.

O que ainda pode ser considerado como uma desvantagem é o custo de implementação, que ainda é relativamente alto, mas rapidamente compensável na redução das contas de energia elétrica.

5 – O uso da energia solar em empresas e residências

Implementar sistemas de captação e geração de energia e aquecimento que utilizam a energia solar pode ser um excelente investimento de médio prazo, para empresas e até mesmo residências. E é por isso que, só nesse ano de 2019, o uso de placas solares em residências, no comércio e na indústria, cresceu 70%.

O custo da energia elétrica no Brasil subiu cerca de 90% em apenas 5 anos, enquanto o custo dos painéis solares, com o aumento da procura, tem decrescido. Com eles, é possível economizar até 95% do valor normalmente pago em contas de luz e, em alguns casos, até mesmo receber pela energia excedente que é gerada e que acaba voltando para o sistema de fornecimento.

Uma aliada

Em conclusão, o uso da energia solar contribui para o nosso meio ambiente e também para as finanças. Quanto mais ela for utilizada, menos agredimos o meio ambiente na geração de energia e mais baratos se tornam os equipamentos e os serviços de instalação, proporcionando meios de que cada vez mais pessoas possam fazer uso dela.

E como agora você já sabe bem o que é energia solar, é provável que já esteja pensando em como ela poderá também te beneficiar!

Pronto para um atendimento de ponta?

Realize agora a simulação do SEU projeto de Energia Solar

OBTER ORÇAMENTO
(083) 9324-0200

Continue Lendo

Fique por dentro de nossos conteúdos!

Cadastre-se em nossa Newsletter para receber as novidades sobre energias renováveis em seu e-mail

Obrigado pela sua mensagem. Já foi enviada.
Ocorreu um erro ao tentar enviar sua mensagem. Por favor, tente novamente mais tarde.